04/09/2014

NA IDADE DO RECOLHIMENTO


   - Rapaz, entrei numa enrascada danada!... Todo tanto quiocê pensá, é mais maió ainda...
   - Enrascada? O que aconteceu cocê, home de Deus? Ocê passô mais de um mês sumido!
   Isto era o papo do João Manduca com o Chico Cobra-Preta. O primeiro com 75 e o segundo com 89 anos no costado, bem num banquinho da Praça Raul Torres, lá no Bambuí. 
   - A gente se encontrava aqui quase toda tardezinha e niquiocê sumiu, inté pensei que tivesse morrido.
   - Armaria! Vire essa boca pra lá, trem! O negóço, meu amigo, é que eu tava preso. Cê cunhece a Chica Maracajá, aquela mocinha lá de Tabuí, que trabaia ali no posto de gasolina, aquele da entrada da cidade? Aquela que fica fazeno carinho nos meus cabelo causdiquê é tudo branquinho?
   - Sim, sô!... Sei quem é!
   - Pois num há de vê, meu amigo, que falei pra Chiquinha quieu tinha otros cabelins branquins? E que aí ela me acusou de estupro?
   - Afff! Estupro? Ocê? Com 89 no costado? Que trem isquisito, home de Deus!...
   - Cumpade cê num querdita que fiquei foi orguioso do trem? Achei foi bão demais da conta, sô! Tão bão que saquecofiz? Nem rumei devogado e me declarei curpado!...
   - Curpado, sô? Querdito não... Ah, meu Deus!
   - Isso, meu amigo! Mas o juiz num entendeu o meu orguio e me condenô a trinta dia de xilindró... Por farso testemunho!... Juiz fedaputento, sô!...
©By Eurico de Andrade, in Tabuí e seus Causos https://www.facebook.com/causos e www.tabui.blogspot.com.br/
Postar um comentário