11/09/2008

Apareceu Emprego no Sertão


Lá nas entranhas de Tabuí tem uma serra. Serra do Urubu. No pé da serra, um rio, o Sorongo. Ladeando o Sorongo, a estrada de ferro. Bem antes da ponte, a estaçãozinha que desmoronou. Restou o desvio, com as alavancas e trilhos enferrujados. Entre as duas, - estaçãozinha e ponte -, o corte, com um barranco de uns 30 metros e lá vai pedrada. Lá de cima do barranco, Totonho aprecia o movimento dos trens que passam rápido, 20 a 30 km por hora, no máximo uma vez por dia. Totonho não perde um. Ouve o ronco do bicho, tá lá ele, em cima do barranco, dicocado, fazendo pitinho, vendo o trem passar.
Turma da estrada de ferro resolve colocar Totonho pra cuidar do que restou da velha estação. Foram fazer teste com o velho.
- Totonho, se a ponte do Sorongo cair e o trem tá vindo, o que o senhor faz?
- Vô ali e mudo a chave da lavanca do desvio pro trem mudá de rumo e pará, uai!
- E se a chave estiver estragada?
- Aí arranjo um pano vermeio, vô pra riba da linha e fico banano. Aí o maquinista me vê e pára o trem!
- Mas, Totonho, e se o maquinista não o vir, se estiver cochilando?
- Aí acho que é mais mió eu tê sempre um apito, quinem desses de juiz de futebol, e apitá até o trem pará...
Totonho foi ficando agoniado com tanto perguntamento. Doido pra garantir o emprego e ganhar uns trocados.
- Mas, Totonho, e se o trem vier à noite?
- Aí só tem um jeito: eu acendo uma fogueira pro maquinista me vê e grito e pulo até ele pará o trem!...
- Mas, fogueira, Totonho!? E se estiver chovendo?
- Aí, meu Deus!... Aí o recurso é eu tê tamém uma lanterna e fazê pisca-pisca pro maquinista, uai!...
- Tudo bem, Totonho! Suponhamos agora que você tem a lanterna mas não tem pilha?... O que você faz?
Totonho entregou os pontos. Desanimou de ganhar o emprego.
- Óia, meu amigo, aí não tem jeito não! É muita disgraça prum cristão só. Aí eu chamo a Cota!
- Chama a cota? Que cota, Totonho?
- Óia, moço, Cota é minha muié. Chamo ela, a gente vai pra riba do barranco, acendo meu pitinho e vamo oiá e escuitá o trem disgringolá e virá pedaceira, todo espatifado, dentro do Sorongo!...

13 comentários:

Visualize o perfil para enviar mensagens disse...

Tudo bem Eurico?

Eu tenho um carinho especial por seu blog e os "causos" que você conta aqui. Com tanta violência nesse mundo, principalmente nas grandes cidades, a gente precisa se voltar cada vez mais para o interior, onde ainda existe uma certa tranquilidade.

Um abraço e um ótimo final de semana prá você!

Eurico de Andrade disse...

Luis Hipólito,
Sua mensagem me deixa muito sensibilizado. Concordo com vc em gênero, número e grau. Foi pensando nessa violência desenfreada que criei Tabuí. Lá não tem a violência, mas tem sofrimento, mesmo assim. O povo sofre com a ignorância, com a miséria, com a exploração... Aí a gente fica assim: se correr o bicho pega, se ficar o bicho come...
Bom final de semana procê tb.
Eurico

Erica marques disse...

Parabéns pelo blog Eurico!
Lendo os contos quase senti a brisa fresca e o canto das arvóres... muito bom! Sucessos!
Abraço!

Eurico de Andrade disse...

Obrigado pela vista, Erica! Volte sempre e encontrará novidades de cada vez.

Donizete disse...

Oi Eurico obrigado pela visita no meu blog http://anjodeduascaras.blogspot.com

é uma honra aceita seu convite de parceria. Já levei seu link ...desejo todo sucesso prá você...

Até mais

Eurico de Andrade disse...

Ô Donizte, como diz na minha terra, a honra é toda minha, sô! Então tá. Estamos linkados, ajudando unsosotos.

Cláudia Zin disse...

Eurico, adorei seu "causo", e olha aqui perto de minha casa, em São João del-Rei, passa a tal Maria Fumaça das fotos, ela tem aquele apito, que se propaga pela cidade afora.
Parabéns pela "causo", parabéns por preservar e difundir a tão bela cultura mineira pelo seu blog.
Voltarei para ler outros "causos".
Um abraço fraterno da amiga do "Beco"
Cláudia Zin

Leila disse...

Na condição de pretensa aspirante à Prefeitura de Tabuí, fiquei matutando por onde começar o esboço de um planejamento com ações emergenciais e de longo prazo.
Quanta bobagem! Tabuí tem que ser assim até o "pocalício". Não dá para mexer na única reserva moral de um país. Se mexer, estraga!
Grande domingo para o blogueiro e para seus bons amigos.

Eurico de Andrade disse...

Leila, o "pocalício" vai demorar a chegar por Tabuí, sá! Enquanto isso, vamos continuar escrevendo sobre o nosso povim. Por falar nisso, cê não quer contar uns causos de Tabuí também?

Leila disse...

Fique calmo, sô!
Escrever sobre Tabuí é dom que ninguém tasca!
Vou mandar e-mail. Aguarde.

www.mirzesouza.blogspot.com disse...

Eurico, PARABÉNS! Este blog é um colírio. Lava a alma da gente. Até esqueço que estou no Rio de Janeiro. Já estou aprendedo: trem que criança come na rua, deve ser porcaria. E Trem é trem, mesmo. E trem bão, o que será? Sua prosa é algo de fascinante. Cativa mesmo.

Parabéns
Um abraço

Mirze

Anônimo disse...

minitracks alas longer thoughts levanta regardless lamented pirates spoiled ibsas online
masimundus semikonecolori

Anônimo disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,