06/07/2014

AFINAL, CÊ É FIO DE QUEM?


   O moço chegou em casa todo feliz.
   - Pai, eu vou casá!
   - O quê, fio? Casá? Casá com quem, sô?
   - Casá com a Zefinha, pai...- Qualé Zefinha, fio?
    - A Zefinha, fia do Osvaldo! 
   O pai quase teve um troço. Chegou a engasgar e tiveram que trazer água pro homem. Mais calmo o velho pai chama o filho:
   - Fio, cê num pode casá com a Zefinha não, sô! Nem deixe sua mãe discunfiá disso. Ela num possabê. Mas com a Zefinha não. Ela é sua irmã, fio!
   - Que mané irmã o quê, pai? Pois que ela é fia do sô Osvaldo, o Osvaldão, lá da Prefeitura!
   - É fio, o Osvardão viajava, saía muito de casa... Sacumé, né? Intonces que a Zefinha é sua irmã, fio... Pocasá cuela não. 
   Foi um auê. O moço foi pro seu quarto e chorou, chorou, até os olhos ficarem inchados. Aí chegou a mãe pra ver o que se sucedia com o filho.
   - Quecocê tá chorano, fio?
   - Mãe, é que eu quero casá e o pai ficou contrariado, num tá quereno deixá. Disse que a moça é minha irmã... 
   Foi a vez da velha quase ter um troço. Faltou-lhe ar, teve taquicardia... Mas resolveu perguntar:
    
- Qualé memo quié a moça?
   - É a Zefinha, mãe, a fia do sô Osvaldo. 
   - Besteira, fio. Pocasá cuela sim. Portânça não. Ela num é sua irmã não. Mas não conta pro seu pai não, viu meu fio? 
   - Uai, mãe... Cumé quié isso? 
   - Uai, meu fio, é qui seu pai saía muito de viagem por esse mundão de Deus... Sacumé quié essas coisa, né fio?
(Causo contado pelo amigo Divino Martins, de Itapuranga-GO)
©By Eurico de Andrade, in Tabuí e seus Causos https://www.facebook.com/causos e http://tabui.blogspot.com.br/
Postar um comentário