04/06/2014

BÊBADO REGENERADO


      Naquele comecinho de noite o Dejalma, como sempre fazia, saía à cata de um boteco onde pudesse tomar uma dose pra molhar a goela e tirar a poeira que entrara na dita cuja durante o dia. Chega ao Copo Sujo e já vai gritando:
     - Ô Bigode! Bota aí pra mim meio copo de leite de rã integral!
O Bigode, assustado com a estranheza do pedido, pensou “aí tem coisa”...
     - Tem não, Dejalma. Nem desse e nem de nenhum otro leite, sô. Aqui é um bar, cê bem sabe!
     - Antão, cê dicerto num vai tê leite de cobra tomem não, né? Cobra sucuri?
     - Mas que maluquice é essa, ô Dejalma! Ondé que já se viu cobra dá leite?
     - E leite gelado de porca, Bigode? Num me diga quiocê num tem!...
     - Ô Dejalma, acho quiocê tá quereno fazê hora ca minha cara, né?... Acho qui é mais mió cê í simbora daqui...
     O Dejalma ficou meio tristonho, cabeça baixa... Aí, depois de uns 10 segundos filosofando, dá um murro no balcão, olha pro Bigode e diz:
     - Ó, Bigode, ocê é a prova de que eu quiria tomá leite... Já que num tem, vô tê que tomá uma pinguinha memo... Bote uma aí!... Digero!...
©By Eurico de Andrade, in Tabuí e seus Causos https://www.facebook.com/causos e http://tabui.blogspot.com.br/
    
Postar um comentário