10/05/2013

BRIGA ATRASADA



O delegado de polícia numa cidade pequena às vezes tem que dar uma de psicólogo, outras vezes de conselheiro e poucas de autoridade mesmo. Vejam o caso da dona Prazeres, cujo casamento, pelo jeito, não tava mais dando prazer nenhum.
- Dona Prazeres, por que a senhora meteu a mão de pilão na cabeça do seu marido?
- Ó, sô delegado!... Tem dois ano quiele me chamô de popóta!... E onte levô o troco.
- Mas, dona Prazeres, depois de dois anos? Por que a senhora esperou tanto tempo?
- É que onte é quieu cheguei no Tabuí... Tava no Belzonte... E lá ieu fui no zoológico. E vi o que é uma hipopóta....
Postar um comentário