19/04/2013

MUDANÇA DE SEXO



O Manezim Imbicado saiu de Tabuí pra Belzonte, onde queria gastar uns cobrinhos conhecendo umas mulheres e, quem sabe, arranjar uma namorada da cidade grande. Foi chegando e indo prum bar onde uns amigos falaram que lá era o ponto certo. E Manezim logo vê, sentada num banquinho do balcão uma mulher granfina, loira, cabelos longos, baton nos lábios, pó de arroz no rosto e outras belezuras das quais ele gostava.
- É cuessa qui eu vô, uai!
Pediu uma pinguinha, encheou-se de coragem e foi conversar com a moça.
- Noite!...
- Boa noite, moço! – respondeu ela, assim com cara de desinteresse, o que deixou o Zezim Imbicado meio desimbicado.
- Quecocêfaiz na vida, sá?
- Eu sou lésbica! – respondeu ela naturalmente.
Manezim pensou, pensou e ficou com vergonha de perguntar o que era isso. Ainda bem que ela completou, talvez vendo a cara de não sei o quê do moço.
- Acordo pensando em mulher, passo o dia pensando em mulher e durmo pensando em mulher...
- Nó, sá!... Divera?
- E o senhor, o que faz na vida?
- Eu, sá?... Bão... Té gorica mezzz pensei que eu sesse boiadero... Mais tô na durda agora... Tô achano quieu tamém sô lésbica...
Postar um comentário