28/03/2013

O QUE QUERIA O FREGUÊS?




Chega um freguês no armazém do Pelágio e logo faz o seu pedido:
- Uuumbaaaaldeeevivim!....
- Hein? O que o senhor deseja?
- Uuumbaaaaldeeevivim!....
- Hum?
- Uuumbaaaaldeeevivim!....
O Pelágio não conseguia entender o que o freguês, já meio nervoso, queria. Aí chamou o Zé, seu funcionário:
- Izé, atende este freguês ai!
- Pois não, freguês, o que o senhor deseja?
- Uuumbaaaaldeeevivim!....
- Ah, pois não!
O Zé foi lá, pegou um troço, embrulhou, o freguês pagou, recebeu o troco, deu tiau e foi embora.
O Pelágio, não entendia o que tava acontecendo. Pensou “que coisa! sou até mais estudado do que o Zé e não entendi o que o homem queria... E o Zé, na mesma hora matou a charada...” Chamou o Zé para pedir explicação:
- Zé, afinal de contas, o que que o moço queria?
- Uuumbaaaaldeeevivim, uai!
Postar um comentário