10/01/2013

VITALINO CUIDANDO DA MULHER

     O Vitalino tava cansado de ouvir as queixas da Malvina. Não tinha dia que ela não reclamasse. Era só o Vitalino entortar o zóio pro lado dela que vinha queixa:
     - Sai pra lá, home! Minha bixiga tá doeno!... Cê num sabe?
     Quando já tava subindo pelas paredes, Vitalino não teve solução. Foi levar a mulher ao médico lá em Tabuí pra ver se resolvia o problema.
     - A senhora urina com abundância? Perguntou o médico enquanto apalpava a barriga da Malvina.
     Aquela palavra não existia no dicionário da coitada. Como não entendeu, ficou calada. Mas, como a informação era importante para o médico, ele repetiu:
     - A senhora urina com abundância? – perguntou mais alto. E ela, com cara de paisagem.
     Aí Vitalino achou que era hora de tomar um providenciamento.
     - O sinhô qué sabê o que mezzz, dotô?
     Com cara de poucos amigos, olhando constantemente o relógio, como normalmente acontece com os médicos, ele fala:
     - Já estamos completando os dez minutos da consulta! Eu quero saber é se sua mulher mija com abundância!
     - Não, dotô! Acho que não! Acho que é com a outra coisa mezzz!...
Postar um comentário