30/01/2013

MOTORISTA DISTRAÍDO





O motorista do único táxi de Tabuí – o Tonhão - ia firme, pela Rua do Comércio, sem a mínima preocupação com o trânsito, quando, de repente, mostra ao passageiro uma mulher bonita demais da conta que passava, saltitante e requebrante.
- Nossinhora, sô! Que trem bonito!...
O passageiro, um nanico magrelo, do cabelo arrepiado e banguela dos dois dentes da frente, sentado no banco de trás, no lugar de responder à altura, faz é gritar:
- Fêêêia!!!
- Feia nada, home de Deus! Óia só, até parece uma gazela com aquela platibanda requebrante!...
- Feia! Fêêêia!!!... Grita mais alto o moço.
- Cê tá doido, sô! Feia, nunca! Aquilo é uma princesa!
- Feia! Fêêêia!!! Fêêêiiiaiaiaa!... Gritou mais ainda o magrelo.
O Tonhão, como falei lá em cima, despreocupado com o trânsito, bateu no carro do prefeito, recentemente comprado com verba da prefeitura – como é comum pra tudo quanto é banda - bem na esquina da Rua do Assobio.  E ficou puto da vida com o passageiro nanico:
- Cê num viu quieu ia batê, ô trem? Causdiquê num me avisô?
- Araio!!! Eu ava itando: - feia... feia.... E ocê num feiô!. Ausdiquê é urdo é??? Zi udeu!...


(Reescrito. Da Internet)
Postar um comentário