13/03/2013

CASAL CHEIROSINHO




     O chulé do Cherim ninguém suportava e a fama corria toda Tabuí. E, pra piorar a situação, ele começou a namorar a Vicenta, cujo hálito chegava a cinco metros de distância, mais bravo que o do urubu, em dia de muita carniça. Pra compensar, Cherim nunca tirava os sapatos de borracha e Vicenta vivia chupando balas de sabor forte. Aí começaram a namorar, cada um tentando esconder do outro seu dilema. E ficam noivos e casam.
     Foi aí, indo pra lua de mel, que a Vicenta resolveu abrir o jogo para o amado, já que, na hora da intimidade, ele iria descobrir mesmo. Sem nenhuma bala na boca ela falou, olhando pra ele:
     - Ó, Cherim querido, tenho um segredo pra ti contá!...
     Cherim arregalou os olhos e abriu as narinas, buscando ar.
     E, mesmo sem ouvir o segredo, já foi falando:
     - Já sei o seu segredo. Ocê inguliu minhas meia, né?!...
Postar um comentário